Qual o papel da Contabilidade para Empresas em Recuperação Judicial ou Falências

20/08/2020

Durante a vida de uma empresa, seu dono precisa estar atento aos mais diversos fatores, sendo eles externos e internos. Isso porque, a saúde financeira pode acabar sendo impactada, resultando na necessidade do processo de recuperação judicial ou falência.

Exatamente por isso, quando uma empresa se encontrar em um momento de instabilidade financeira, se faz preciso buscar o orientação de um profissional especializado.

Somente assim, se torna possível compreender todo o processo, bem como a sua legislação envolvida durante o restabelecimento de uma empresa no mercado.

Diante disso, hoje o contador vem exercendo um papel fundamental dentro de pequenos e grandes negócios. Deseja entender uma pouco mais sobre este assunto e aprender papel da contabilidade para empresa em recuperação judicial ou falências?

Acompanhe o nosso artigo com atenção para compreender melhor sobre este assunto.

O que é recuperação judicial?

O processo de recuperação judicial é conhecido como “lei de novas falências”, que possui como seu principal objetivo auxiliar as empresas que apresentam dificuldades financeiras a se erguerem novamente.

Desse modo, a sua aplicação visa criar melhores condições para a manutenção da fonte produtora de um negócio, fazendo com que sua atividade social seja preservada e garantindo os pagamentos de impostos, funcionários, e fornecedores.

Dessa forma, será firmado um novo acordo como os credores da empresa por meio da elaboração de um plano reoganizacional.

Confira a seguir quais são os principais aspectos do processo de recuperação judicial ou falências que tornam possível o alcance da estabilidade financeira de forma orientada.

Aprenda mais lendo: Encargos Trabalhistas: Quanto custa manter um funcionário?

Quais são os aspectos a recuperação judicial ou falências

Hoje, existem diversos fatores que levam um empresário a precisar do processo do processo de recuperação judicial ou falência. Leia a seguir nossa lista com os principais aspectos.

  • Falta de controle financeiro e orçamentário;

  • Má administração do capital de giro;

  • Ausência de liquidez;

  • Falta de capital de giro;

  • Extensão do prazo de pagamento.

Sendo assim, é de essencial importância que o empresário esteja atento a identificação destes aspectos, a fim de assim conseguir adotar soluções mais assertivas e eficazes.

Confira a também: Principais erros cometidos na gestão empresarial: Como evitar?

Como a contabilidade vem auxiliando as empresas no processo de recuperação judicial?

Ainda falando sobre o processo de recuperação judicial ou falências, nos dedicaremos a seguir a explicar o importante papel que a contabilidade possui.

Isso porque ela é a principal responsável pela elaboração de análises dos balanços contábeis, atuando também na identificação de previsibilidade e insolência.

Diante disso, conforme previsto pelo artigo 51 da lei de novas falências, é fundamental identificar quais são os documentos a serem apresentado no corpo do processo.

Desse modo, são documentos a serem entregues à contabilidade:

  • Demonstração do resultado de o último exercício social;

  • Relatório gerencial de fluxo de caixa e sua projeção;

  • Balanço patrimonial;

  • Demonstração de resultados acumulados.

Dessa forma, os seguintes processo também devem ser analisados:

  • Análise da situação econômica e financeira;

  • Prestação de contas ao administrador judicial e aos credores;

  • Obtenção de subsídios para as tomadas de decisões.

Leia mais sobre: Reestruturação financeira: como planejar as finanças em situações adversas

Qual o papel do contador em empresas recuperação judicial ou falência

Como citamos anteriormente, o contador possui um papel crucial no desenvolvimento do recuperação judicial ou falência.

Diante do artigo 21 da Lei 11.101, que assegura que a contratação de um perito contábil deve ser feita caso haja uma determinação judicial.

Sendo assim, cabe ao profissional contábil elaborar e organizar todos os documentos necessários para a petição judicial recuperação judicial ou falência.

Isso porque a sua atuação é de fundamental importância, contribuindo assim para que todas as informações financeiras e dados contábeis sejam analisados de forma correta.

A título de concluir, agora que o leitor já compreende como a contabilidade contribui para que as empresas que precisam do processo de recuperação judicial ou falência, bem como a sua importância, que tal continuar aprendendo?

Acompanhe nosso blog e confira todos os nossos conteúdos exclusivos.

Caso queira saber mais, conheça nosso site. A ADCAL tem como missão a busca do equilíbrio nas relações humanas, por meio das soluções empresariais, proporcionando a melhoria e o avanço da contabilidade e maximizando os retornos empresariais para os seus titulares.

Aproveite para ler mais artigos como este em nosso blog e aprenda também: Como manter sua empresa ativa em momentos de crise.